Você dirige com atenção?

Se a sua resposta para essa pergunta for não, pode-se considerar o famoso barbeiro. Mas, nesse caso, a expressão não se refere ao profissional que corta o cabelo e barba, e sim à pessoa que comete imprudências no trânsito, na maioria das vezes por falta de atenção, e acaba prejudicando outros motoristas.

Esse adjetivo conhecido por muitos motoristas, e também pelas pessoas que trabalham em barbearia, surgiu no século XIX em Portugal. Naquela época, os barbeiros faziam de tudo: cortavam cabelo, barba, tiravam dentes, calos, etc. E, por não serem profissionais, seus serviços ficavam, na maioria das vezes, muito mal feitos.

Por isso, a expressão “coisa de barbeiro”, que é tipicamente portuguesa, ganhou popularidade e passou a ser usada para se referir a serviços ruins. Ela avançou fronteiras e chegou também no Brasil, mas nós adaptamos para “motorista barbeiro”.

Barbeiragem pode causar acidentes graves

Você sabia que 90% dos acidentes são causados por falta de atenção do motorista e/ou desrespeito à legislação? Essa informação é do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV). Os 10% restantes são divididos em duas causas: 5% falha do veículo e 5% falha na via.

Um dos motivos que leva a desatenção é conversar ao telefone enquanto dirige. Segundo estudo da ONSV, se perde 5 segundos ao desviar o olhar para ler uma mensagem, tempo suficiente para ocasionar qualquer acidente, pois as chances aumentam em 400%.

Está em dúvida se é ou não um motorista barbeiro? Listamos abaixo algumas barbeiragens/infrações no trânsito:

  • Excesso de velocidade;
  • Uso do celular ao volante;
  • Falta de equipamento obrigatório;
  • Consumo de bebida alcóolica;
  • Cansaço ao volante;
  • Desrespeito aos sinais visuais no trânsito, como a seta;
  • Frear sem necessidade e provocar uma batida;
  • Entrar na via sem observar o movimento;
  • Dirigir na contramão;
  • Furar sinal por falta de atenção ou negligência;
  • Levar criança no banco da frente;
  • Não respeitar a faixa de pedestre (Não dar prioridade ao pedestre).

Se você se identificou com alguma delas, é sinal de que está na hora de mudar seu comportamento no trânsito. Segurança sempre em primeiro lugar; e barbeiro somente na barbearia!

Fonte: Blog da ALE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *