fbpx

Reforço para evitar o roubo de motos

 

 

Por serem mais vulneráveis que o carro, motos são frequentemente mais visadas por ladrões e redes de desmanche, o que faz do roubo desse tipo de veículo um incidente bastante comum.

Além do prejuízo material, quando ocorre o furto é preciso registrar o boletim de ocorrência, informar o Departamento de Trânsito, ligar para a seguradora e procurar uma alternativa para deslocamento.

Resumindo, é aquela dor de cabeça.

Felizmente a tecnologia tem evoluído e hoje é possível se prevenir melhor contra esse problema. A dica é buscar dispositivos que vão além do básico “corrente e cadeado”, uma vez que não é tão difícil cortá-los com um bom alicate.

Uma opção menor e mais resistente, por exemplo, é a trava na coroa ou no disco, que impede que a roda se movimente.

Mas atenção: lembre-se de retirá-la sempre que for usar a moto, pois pode danificar ou causar um acidente.

O alarme também se modernizou e, além do sinal sonoro quando alguém tenta ligar ou mexer na moto, alguns modelos possuem sensor de proximidade com um dispositivo no chaveiro, que desligam o motor se não estiverem próximos.

Foi graças a essa tecnologia que o pós-graduando em Matemática, Cristiano dos Santos Benjamin, não ficou sem sua motocicleta.

“Eu estava parado no cruzamento, dois homens se aproximaram e anunciaram o assalto, não me deixando nem desligá-la.

Assim que saíram, liguei para a polícia e informei a descrição deles, já sabendo que ela desligaria quando saísse do perímetro de alcance do sensor.

Alguns dias depois, recebi uma ligação da Polícia Militar informando que a moto tinha sido encontrada abandonada na região próxima ao assalto”, conta.

Como a tecnologia, a criminalidade também está sempre buscando formas para burlar a segurança.

Portanto, para não correr riscos, conte sempre com um seguro contra roubos.

Não é um gasto, e sim um investimento na sua segurança e conforto.

Fonte: Blog da ALE

Foto: Pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *