Preço da gasolina sobe após três quedas consecutivas, aponta ANP

Após três semanas de queda, o preço da gasolina voltou a subir nesta semana no Brasil. A mudança reflete o aumento do preço do combustível na refinaria pela Petrobras, que entrou em vigor no último dia 6. Os dados são de levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgado na sexta-feira (9).

O preço médio do litro da gasolina no país ficou em R$ 3,691, cerca de 1% acima do valor praticado na semana anterior (R$ 3,655). A Petrobras elevou em 8,1% o valor da gasolina na refinaria no último dia 6.

Há variações significativas nos valores praticados por estado. O Amazonas, onde a gasolina é mais barata, o preço do litro fechou a semana em R$ 3,442. Já no Acre, que tem a gasolina mais cara do país, o preço foi de R$ 4,137.

 

preco-da-gasolina-va
Foto: Arte/G1

 

O reajuste feito nas bombas ficou abaixo da correção feita nos preços na refinaria. A estimativa da Petrobras era de que o preço do litro da gasolina subisse R$ 0,12 se a alta de preços fosse repassada integralmente. Na semana, o valor foi corrigido em R$ 0,036.

Em novembro, os preços dos combustíveis subiram acima da inflação oficial. A alta, no entanto, foi puxada pelos reajustes do etanol. A gasolina e o diesel tiveram queda de preço no mês passado, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Diesel e etanol

Os valores cobrados pelo litro do diesel e do etanol também subiram na semana, segundo o levantamento da ANP. O preço médio do diesel fechou em R$ 2,983 na semana, acima da média de R$ 2,979 registrada na semana anterior. O aumento de preços ocorreu após quatro quedas consecutivas semanais.

Já o preço do etanol subiu pela 15ª semana seguida, segundo os dados da ANP. O preço médio do litro do etanol no país foi de R$ 2,822 nesta semana, acima do valor de R$ 2,811 registrado na semana anterior.

A ANP consultou 5.674 postos para calcular a média de preços da gasolina, 5.136 para o etanol e 3.545 para o diesel.

Reajustes da Petrobras

Em outubro, a Petrobras anunciou uma nova fórmula de cálculo para o preço do combustível. A estatal criou um comitê para avaliar mensalmente sua estratégia de preços. Entre os fatores considerados, estão a taxa de câmbio e o preço internacional do barril de petróleo.

Nas duas primeiras reuniões, a Petrobras decidiu pela redução dos valores da gasolina e diesel. Na última reunião, dia 5, a estatal aumentou os preços.

O valor do litro de gasolina nas refinarias foi reajustado em 8,1%, enquanto o preço do diesel subiu 9,5%. Se repassado integralmente ao consumidor final, o diesel pode subir cerca de R$ 0,17 por litro, e a gasolina, R$ 0,12 por litro, estimou a estatal.

Fonte: Site G1.com com alterações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *