fbpx

Pneus calibrados economizam combustível e diminuem riscos

Estruturas metálicas e um pesado motor, além de vidro, estofados e uma camada de plástico para acabamento são os principais materiais que compõem um veículo. Em um carro popular, por exemplo, essa estrutura passa facilmente de uma tonelada, tudo isso sustentado por dois pares de pneus com ar comprimido. Logo, para garantir a estabilidade, eles são peças muito importantes.

Para quem usa o carro para ir ao trabalho ou circular pela cidade no dia a dia, rodar com pneus mal calibrados pode levar ao prejuízo. Além de reduzir a vida útil do produto e encurtar o período de troca, eles acabam exigindo mais força do motor e, logo, queimando mais combustível. Já nas estradas, os danos podem ir muito além do bolso.

De acordo com o chefe de comunicação da Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais, o Código de Trânsito Brasileiro não prevê punições para mal calibragem, mas os agentes podem alertar aos condutores sobre os riscos. “Em uma verificação primária das condições do veículo, os agentes podem aplicar a multa se o motorista estiver rodando com pneus ou estepe desgastados. Em casos de pneus murchos, o condutor é alertado sobre os riscos e recomenda-se procurar um posto imediatamente”, destaca.

Quando murcho, o pneu perde a pressão interna e achata sob o peso do carro, formando uma bolsa de ar na parte inferior que fica em contato direto com a pista. Em dias chuvosos, por exemplo, isso significa que uma quantidade maior de água será empurrada pelo pneu, aumentando os riscos de aquaplanagem.

Além de diminuir o seu poder de amortecimento de choques, resultando em solavancos brutos mesmo em obstáculos simples, o pneu fica mais exposto ao dano lateral, podendo até mesmo sair da estrutura da roda. O detalonamento, como é chamado, ocorre quando um veículo com excesso de peso faz uma curva fechada.

Para evitar riscos, o recomendável é ficar de olho sempre e calibrar toda semana. De preferência, faça a operação quando os pneus estão frios, já que as partículas de ar no seu interior estarão mais estáveis, garantindo uma calibragem mais eficaz.

calibrar-pneu
Foto: Divulgação
Fonte: Blog da ALE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *