O diferencial de cada combustível

  • Entenda as diferenças entre os combustíveis mais utilizados em veículos atualmente no mercado automobilístico

    Os veículos podem ser movidos por diversos combustíveis, como álcool – ou etanol –, diesel, gasolina – de diversos tipos – e gás natural, dentre outros. Questões como o aquecimento global, a busca por fontes renováveis de energia e a relação custo/benefício entram em pauta quando é preciso escolher um combustível a ser usado.

    Conhecer as opções disponíveis no mercado para eleger aquela que melhor cabe na sua rotina é o ideal. Confira as principais características de cada combustível, para que você escolha o ideal para suas necessidades:

    Gasolina: é o tipo de combustível mais utilizado em veículos de passeio, já que é extraída em grandes proporções do petróleo e possui rendimento superior a outros combustíveis fósseis. Além disso, seu arranque na combustão do motor é mais eficiente, aquecendo o motor de maneira rápida, e alguns de seus aditivos conseguem limpar o motor. Porém, a principal desvantagem da gasolina é que sua queima é uma das principais responsáveis pela emissão de gases de efeito estufa, que contribuem no aceleramento do aquecimento global. Ela provém, ainda, de uma fonte não renovável e, futuramente, acabará. Por fim, ela é um combustível mais caro se comparado a outros, como o gás natural e o diesel;

    Etanol: extraído de plantas, como a cana-de-açúcar ou o milho, o etanol tem como principal vantagem o fato de ser bem mais limpo que os combustíveis fósseis, além de poder ser produzido em vários lugares. Como desvantagens, o etanol é menos eficiente se comparado à gasolina e, por isso, seu consumo está diretamente associado ao preço por litro;

    Diesel: uma das principais vantagens dos motores a diesel é que o consumo de combustível chega a ser 35% menor se comparado, por exemplo, a gasolina. Além disso, ele possui maior força, o que explica sua larga utilização por caminhões e carretas transportadoras. Seu preço na bomba do posto é também muito vantajoso, diminuindo os custos significativamente. Como desvantagens, os carros a diesel são bem mais caros se comparados aos outros combustíveis e os gases resultantes da sua combustão são quatro vezes mais poluentes do que a gasolina, sendo também uma fonte não renovável;

    foto_brasil postos_carro

    Gás natural: o GNV (gás natural veicular) é a opção mais barata de combustíveis para automotores. Além disso, é bem menos poluente que os outros combustíveis fósseis. O GNV faz com que o sistema de injeção do motor esteja sempre limpo e não contamina o óleo, retardando sua troca. Um dos contras do GNV é a rede de distribuição pouco eficiente, pois ainda há poucos postos de combustível disponíveis, o que faz o preço oscilar bastante. A redução do espaço do bagageiro para colocação do cilindro é outro problema.

    Carros híbridos e elétricos

    foto_brasil postos_híbrido

    Apesar de existirem vários tipos de combinações de motores e transmissões híbridas, pode se afirmar que um veículo híbrido é todo aquele que se faz mover por dois tipos distintos de energia, sendo a combinação de um motor de explosão (gasolina) e motor elétrico a mais comum nos veículos do dia a dia. Conheça as vantagens e desvantagens dessa modernidade automotiva:

    Vantagens:
    • Consumos reduzidos: os consumos são, por norma, mais reduzidos em carro híbrido, já que o motor de combustão é utilizado de forma mais comedida. As baterias elétricas são recarregadas com energia proveniente da travagem, ou ligadas à corrente, dependendo do modelo;
    • Emissões de CO2: apenas os elétricos batem os híbridos nas emissões de gases poluentes. Ainda assim, os híbridos têm emissões mais baixas que a maior parte dos automóveis em circulação nas estradas portuguesas. São, neste caso, mais amigos do ambiente;

    Desvantagens:
    • Custo: o preço de custo é uma das desvantagens dos carros híbridos. Muitas vezes, este investimento inicial só é compensado com o uso intensivo do carro. Deve ter-se em conta que a construção de um veículo híbrido é mais complexa e consome mais recursos do que um carro convencional;
    • Baterias: as baterias não são reutilizáveis, causando um grande impacto ambiental no momento da troca;
    • Autonomia: assim como os elétricos, os carros híbridos têm a autonomia como uma desvantagem, já que é reduzida comparando com carros que são movidos apenas por motores de combustão.

    Fonte: brasilpostos.com.br/o-diferencial-de-cada-combustivel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *