Gestão de Estoque: Por que ela é importante para os postos de combustíveis?

Uma situação muito chata é quando o cliente chega para abastecer o carro e o frentista avisa que não tem combustível, a coisa piora se a gasolina do carro dele estiver na reserva. Para que episódios como esse não aconteçam é importante manter o estoque sob controle.

O bom gerenciamento do estoque ajuda a manter a frequência dos pedidos para que não falte combustível em seu posto. Portanto, saber a maneira correta de gerir um estoque pode ser fonte de vantagem competitiva fazendo com que seu estabelecimento destaque-se entre os demais.

Planejamento do estoque do posto de combustível

O planejamento é necessário para a boa condução do estoque, por esse motivo é preciso prever a demanda dos consumidores e saber quando comprar e, o quanto comprar. Para prever a demanda veja o histórico de vendas e se baseie nas demandas reais e previstas do seu posto de combustível considerando os períodos pontuais — como época de feriados prolongados.

Além disso, é importante saber o quanto de cada combustível é consumido. A gasolina, por exemplo, é mais consumida que o etanol, logo o estoque da gasolina deverá ser maior que o de etanol. Lembrando que o combustível só poderá ser armazenado em um local adequado e de acordo com as diretrizes.

Um bom planejamento de estoque contempla a previsão e também o controle do estoque conforme será visto a seguir.

Controle e manutenção do estoque

O ponto-chave é o controle do nível de estoque. Ele não pode ser escasso e, tampouco, excessivo para que não comprometa a qualidade do combustível armazenado. O ponto de pedido deverá ser quando o nível do estoque atingir determinada marcação, ainda antes do momento crítico, porque o lead time — intervalo de tempo entre o instante do pedido de um produto e o instante de sua entrega — deverá ser considerado.

Então, depois de acionar a compra do produto, ele levará certo tempo para chegar. Agora, imagine que você deixe para fazer o pedido de compra quando o nível de estoque atingir o ponto crítico. Considerando o tempo de pedido, transporte e possíveis atrasos, o seu posto poderá ficar sem combustível.

Antes de realizar o abastecimento, outro cuidado que deve ser tomado é o de verificar as condições do tanque, detectar água e partículas que ficam no fundo e que podem comprometer a qualidade do combustível.

Faz parte da gestão de estoques: o recebimento, armazenamento e guarda dos combustíveis comercializados de acordo com as normas.

Com tantos itens a serem verificados é recomendado o uso de um sistema de gestão. Muitos já integram o LCM — livro de registro de movimentação — para registrar automaticamente a medição periódica de combustível. A automatização é muito mais eficaz que a conferência manual porque fornece dados precisos e aumenta a produtividade.

A gestão do estoque não é perda de tempo, é peça fundamental para o sucesso do seu posto de combustível. Uma gestão eficiente ajuda a manter a confiança dos clientes, evita desperdícios e otimiza o uso dos recursos materiais e financeiros.

Que tal conhecer outras dicas sobre gestão para o seu posto de gasolina? Entre no site da Quality Automação e cadastre-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *