fbpx

Certificado Digital: Como funciona nos postos de combustíveis?

Os motoristas sabem que um dos grandes problemas apresentados pelos postos de combustíveis são as fraudes. Isso se deve à não regulação adequada do sistema adotado pelas bombas presentes nos postos. Diante disso, foi necessária a obrigatoriedade de um certificado digital, atrelado ao funcionamento desses equipamentos.

Mas como esse tipo de certificado ajudará a combater as fraudes relacionadas à venda de combustível para o consumidor final? Continue a leitura para esclarecer essa e outras dúvidas sobre esse importante tema!

O que é um certificado digital?

Em primeiro lugar, é preciso definir o que é esse certificado. Trata-se de um documento eletrônico, que funciona como uma assinatura digital. Essa assinatura é capaz de assegurar que determinada transação está, realmente, sendo conduzida por uma pessoa física ou jurídica.

Você, como indivíduo pessoa física, pode obter essa assinatura eletrônica para facilitar a realização de diversas operações online. Afinal, ela substitui a digitação de senhas.

No caso de uma empresa, esse certificado é utilizado para a emissão de notas fiscais eletrônicas— por meio do eNF-e ou do e-CNPJ. Caba frisar que o segundo documento (e-CNPJ) fornece diversos dados sigilosos a respeito da organização. Portanto, poucas pessoas devem ser autorizadas para utilizá-lo. Enquanto isso, o eNF-e é destinado ao uso de qualquer colaborador da empresa.

Basicamente, o certificado depende de duas chaves (privada e pública), as quais são criptografadas. Toda documentação gerada em uma transação recebe um código específico, liberado pela chave privada. Para concluir o processo, a chave pública é o item encarregado da decodificação, necessária para a identificação do referido código.

Qual é o uso desse certificado nos postos de combustíveis?

Você deve estar se perguntando para quê, afinal, um posto de combustível deve ter um certificado digital. Ocorre que esse método de criptografia também atua em sistemas de metrologia.

As bombas de combustível operam de modo similar aos relógios usados para medir a passagem da corrente elétrica. Esses sistemas podem ser burlados, o que acarreta um grande prejuízo fiscal.

Até o fim do próximo ano (2019), cada bomba de combustível deve conter a nova metodologia criptográfica. Com base no uso de tecnologias de hardware e software, o controle dos dados do equipamento será significativamente aprimorado.

Já é possível medir com bastante precisão quais serão os ganhos conquistados pela adoção do novo sistema. Ao ser acionada, a bomba de terá todo o volume de combustível criptografado. Isso significa que os dados serão encaminhados automaticamente para um servidor, descartando qualquer tentativa de adulteração dos valores.

O consumidor também beneficiado. Com um smartphone, ele poderá acompanhar, em tempo real, o total exato de combustível transferido para o seu veículo. Para isso, tudo o que ele precisará fazer será parear o seu dispositivo com o equipamento de abastecimento do posto. Portanto, o nível de credibilidade das vendas de combustível alcançará outro nível de qualidade no país.

As bombas de abastecimento podem ser adaptadas para operarem com o novo certificado digital. Cada equipamento precisará, todavia, ser removido do posto em até 180 meses. Os períodos foram definidos com base na data de publicação (em 07/2018) da portaria que regulamenta a mudança.

Depois de conferir essa importante mudança, acesse o nosso site e fique por dentro de outras novidades do setor de combustíveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *