Afinal, é possível cortar custos no meu posto sem afetar a qualidade?

Um dos grandes desafios em qualquer negócio é cortar custos sem afetar a qualidade do atendimento e dos serviços prestados. Isso parece ser ainda mais complexo quando o objetivo é aplicar isso em seu posto de combustível, já que estamos falando de um mercado altamente competitivo.

No entanto, o que parece ser uma necessidade para adequar seu fluxo de caixa à realidade do negócio pode se tornar uma oportunidade não somente para economizar, mas também para promover mudanças positivas na administração do seu posto de combustíveis. Entenda por que é possível, sim, cortar custos sem afetar a qualidade.

Corte na hora certa

Quando pensamos em cortar custos, o primeiro pensamento que vêm à cabeça é crise econômica. É nesse cenário que a maioria dos empresários e comerciantes tomam medidas para amenizar prejuízos, para deter a queda na arrecadação líquida ou mesmo para a sobrevivência do negócio.

Mas observar a possibilidade de realizar cortes somente em cenário de crise pode não ser uma boa ideia. Em muitos casos, as mudanças são consideradas a única maneira de manter o negócio em funcionamento. Isso pode afetar a sua avaliação do que é realmente um gasto desnecessário ou o que pode vir a ser um investimento futuro, mas está sendo aplicado de forma equivocada. Portanto, é recomendado não utilizar a contenção apenas como um recurso de salvação, mas também como uma estratégia de renovação do seu posto.

Mudar sem perder

Realizar os cortes necessários e ainda manter a qualidade do serviço é uma tarefa que vai exigir dedicação. Além disso, os resultados geralmente são vistos após alguns meses, depois de um período de adaptação não somente de sua parte, mas também de seus funcionários e outras partes envolvidas.

O primeiro e mais importante passo é ter conhecimento de todos os gastos do seu posto de combustível. Nenhuma despesa deve ficar fora dessa conta: pagamento de fornecedores, salários de funcionários, impostos, entre outros. Com esses dados em mãos, é mais fácil ter uma visão do que é realmente necessário e o que é supérfluo ou exagerado. Esse momento também é fundamental para identificar se algum número está sendo negligenciado dos registros.

Com esses dados em mãos, é mais fácil ter uma visão ampliada do gerenciamento do seu posto. A partir disso, você tem condições de realizar as ações necessárias: mudança de comportamento dos seus colaboradores, corte de funcionários, alterações na estrutura física, controle de estoque e dispensa de produtos com pouca procura e baixa lucratividade e renegociação com fornecedores.

Você também pode investir em novos equipamentos e sistemas. Ainda que isso custe dinheiro, deve ser encarado como um investimento a longo prazo. É comum que aparelhos antigos, como ar condicionados e computadores, consumam mais energia e tenham menor rendimento no dia a dia. Além disso, métodos de gerenciamento obsoletos podem não atender às suas demandas do dia a dia. Isso representa mais agilidade e praticidade para seu negócio e, consequentemente, maior qualidade no seu atendimento.

Quer conhecer mais sobre sistemas gerenciais e de automação para postos de combustíveis e lojas de conveniência? Cadastre-se em nosso site e visite nossa página para conhecer o que há de melhor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *