fbpx

4 dicas para melhorar o gerenciamento de estoque da loja de conveniência do seu posto

A loja de conveniência atualmente é uma importante ferramenta na fidelização de clientes em um posto de gasolina. É aquele momento que o seu consumidor para pra tomar um cafezinho, beber uma cerveja ou fazer uma compra rápida. E se o serviço for bom, pode ter certeza que ele voltará mais vezes.

Mas a gestão de uma loja de conveniência é uma tarefa que impõe muitos desafios. O principal deles é o gerenciamento de estoque. Afinal, é preciso dosar a quantidade certa de produtos que satisfaçam a necessidade dos clientes sem que haja excesso de itens armazenados. Por isso, nós vamos te dar quatro dicas valiosas para melhorar o gerenciamento de estoque da loja de conveniência do seu posto. Confira:

Faça um inventário

Este é um processo básico no gerenciamento de estoque da sua loja de conveniência: fazer o levantamento e o registro dos itens comercializados. O inventário de uma loja de conveniência demanda uma frequência maior do que em outros estabelecimentos, por conta da maior rotatividade.

É a eficiência deste controle que fará com que não falte nada para o seu cliente. Após coletar as informações, elas devem ser devidamente cadastradas para iniciar o controle.

Automatize o seu gerenciamento de estoque

Muitas empresas fazem este cadastro em planilhas de Excel, mas a verdade é que este modelo está muito mais suscetível a falhas que podem comprometer o seu negócio. O ideal é utilizar um software de gestão para esta tarefa.

A automação proporciona praticidade, pois estes sistemas são preparados para receber essas informações, especialmente aqueles que trabalham especificamente com automação para postos de combustíveis e conveniências.

Otimização do estoque

Mercadoria parada é sinônimo de perda de dinheiro. Portanto, é necessário um rígido controle sobre entradas e saídas para garantir que não haja faltas ou excessos. Este é um dos grandes desafios do gerenciamento de estoque, afinal, é preciso identificar as tendências de demanda dos clientes – ou seja, satisfazer a necessidade dos consumidores e evitar a compra de produtos com baixa saída.

Técnica PEPS

A técnica PEPS (Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair) também contribui para a otimização do estoque. Basicamente, trata-se de garantir que os primeiros itens a entrarem no estoque sejam os primeiros a sair das prateleiras.

Rotatividade dos produtos sem giro

Uma boa estratégia para se livrar dos produtos encalhados é criar descontos e promoções. Além de fazê-los saírem da prateleira, este tipo de ação também fideliza clientes. Mas cuidado: esses produtos não podem de maneira alguma estar fora do prazo de validade!

Defina processos internos

Seu time precisa estar alinhado com a sua gestão, portanto, é preciso criar procedimentos bem definidos. Crie fluxogramas de entrada e saída, indicadores, check-list do estoque, abertura de pedidos de compra, entre outros processos que padronizem o trabalho da sua equipe.

Estes processos também precisam contemplar a organização do estoque, afinal, as prateleiras precisam ser organizadas e limpas.

A Quality Automação é a empresa ideal para profissionalizar o controle de estoque da sua conveniência, automatizando processos, evitando prejuízos e gerando insights a partir de tendências do mercado. Cadastre-se em nosso site e conheça nossos planos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *